Escolha sua rádio favorita
Rádio on-line!
Neymar comanda, Brasil vence México e vai às quartas da Copa do Mundo
Futebol | 02/07/2018 14:58 | AFP/Jornal de Santa Catarina | Fotos:

Graças ao talento de Neymar, autor de um gol e de uma assistência, o Brasil venceu o México por 2 a 0 e se classificou às quartas de final da Copa do Mundo da Rússia, mandando o adversário para casa nas oitavas pela 8ª vez consecutiva.

Diante de uma equipe mexicana perigosa e que ameaçava tomar conta da partida, Neymar apareceu para colocar o Brasil nos trilhos no segundo tempo, iniciando e finalizando a jogada do primeiro gol (51 minutos) e dando passe açucarado para Roberto Firmino selar a vitória brasileira (88).

Criticado por um início de Copa ruim, em que se mostrou irritadiço e individualista na estreia contra a Suíça (1-1) e na suada vitória contra a Costa Rica (2-0), pela fase de grupos, o camisa 10 da seleção mostrou porque é considerado o principal herdeiro de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi na luta pelo trono de melhor jogador do mundo.

Enquanto os monstros português e argentino não foram capazes de evitar eliminações precoces das respectivas seleções nas oitavas de final, Neymar assumiu a responsabilidade na hora do mata-mata e fez a diferença quando o Brasil precisou dele.

A partida também serviu para que Neymar retomasse o protagonismo dentro da própria Seleção de Philippe Coutinho, crucial com dois gols e uma assistência na fase de grupos, num momento em que o companheiro e amigo não conseguia corresponder às pesadas expectativas.

Já do lado mexicano, trata-se do oitavo Mundial consecutivo em que a seleção \'Tri\' deu adeus nas oitavas de final, mantendo viva a maldição \'del quinto juego\'.

Com Neymar na crescente, o próximo desafio do Brasil será nesta sexta-feira em Kazan, onde a Seleção enfrentará Bélgica ou Japão por uma vaga nas semifinais da Copa do Mundo.

- México assusta -

A escalação do México divulgada antes da partida, com a entrada do veterano zagueiro Rafa Marquez entre os onze titulares, dava a entender que o técnico Juan Carlos Osorio não cumpriria a promessa de colocar em campo uma equipe que tentaria agredir o Brasil.

Mas era só mais uma pegadinha do sempre surpreendente Osorio. Marquez, aos 39 anos, foi escalado para atuar como volante como nos bons e velhos tempos de Barcelona. Assim, o México ganhava mais um toque de qualidade para sair com velocidade nos contra-ataques. A estratégia traçada por Osorio deu certo nos primeiros 20 minutos de jogo.

Jogando com intensidade na marcação, velocidade no ataque e com o apoio de sua fanática e barulhenta torcida, os mexicanos assumiram o comando da partida. A cada toque na bola, um grito ensurdecedor de \'Olé!\" vindo de homens e mulheres pintados de verde, branco e vermelho tomava a Samara Arena.

Mas o México não soube aproveitar o bom momento e o ambiente para fazer Alisson trabalhar nas melhores chances criadas: um chute de Guardado travado por Miranda (2 minutos) e um cruzamento de Lozano que ninguém apareceu para finalizar (15).

Enquanto os mexicanos corriam pelo campo, o Brasil se mostrava um pouco cauteloso, sonolento até, mas foi encontrando espaços com o decorrer do tempo para impor seu toque de bola.

Não por acaso, a melhora brasileira no jogo se deu no momento em que Neymar apareceu.

Em sua primeira arrancada pela ponta esquerda, o craque do PSG deixou dois marcadores no chão com uma finta espetacular e obrigou Ochoa a fazer grande defesa, aos 22.

O lance mudou drasticamente o panorama da partida. Ao mesmo tempo que acordou o Brasil, acuou os mexicanos. Daí em diante, só Ochoa impedia a Seleção de abrir o placar.

O velho algoz brasileiro, responsável por um 0 a 0 memorável na fase de grupos da Copa do Mundo do Brasil, há quatro anos, voou para buscar um chute forte de Gabriel Jesus de dentro da área, após tabela do centroavante com Neymar (28).

- Ney faz a diferença -

Na volta do vestiário, o milagreiro mexicano voltou a salvar seu país, desta vez em bomba de Coutinho que tinha endereço certo, aos 2 minutos.

Mas, assim como no primeiro tempo, coube a Neymar mostrar o caminho.

Aos 6 minutos, o craque iniciou a jogada com um drible e um belo toque de calcanhar para Willian e deu um pique para aparecer na segunda trave e receber de volta um presente do atacante do Chelsea, abrindo o placar de carrinho.

Desesperado, o México precisou partir para o ataque e, dando muito espaço atrás, começou a apelar para faltas sobre Neymar para conseguir parar o endiabrado atacante.

Mas não houve jeito. Os ataques do México acabaram esbarrando em mais uma ótima atuação defensiva da zaga menos vazada do Mundial e, no fim, coube a Neymar selar de vez a 8ª eliminação seguida da \'Tri\' nas oitavas de final da Copa.

Após Fernandinho roubar bola na defesa, Neymar foi lançado pela ponta e, com um toquinho, deixou Firmino na cara do gol para só empurrar para as redes garantir a vaga do Brasil nas quartas de final.

 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
Publicidade
Rua José Gonçalves, 333 - Lucena - Itaiópolis - Santa Catarina - 89340-000 - 89340-000 - Fone/Fax: 3652.2279 - E-mail: comercial@cidade1380.am.br
Rádio 107.9 FM, Todos os Direitos Reservados.