Escolha sua rádio favorita
Rádio on-line!
Papanduva diz NÃO à exploração de xisto
Geral | 19/03/2019 15:59 | Papanduva noticias | Fotos: Papanduva contra o xisto

O município de Papanduva deu ontem(18), durante a realização do Seminário “Problemas causados pela exploração do óleo e do gás de xisto”, uma demonstração clara da sua opção pela vida, pela manutenção dos recursos naturais e preservação do meio ambiente. Mais do que isso, as milhares de pessoas que lotaram o Salão Paroquial São Sebastião se uniram em uma certeza: os papanduvenses são contra a exploração do xisto.

O evento, que contou com palestras orientativas e esclarecedoras sobre o tema, marcou também uma nova fase na mobilização, com mais engajamentos e conhecimento dos riscos que a cidade e seus moradores correm com a exploração fóssil do xisto. “Vivemos um grande momento de união entre as pessoas da nossa comunidade, com amplo envolvimento de entidades, do Poder Público e daqueles que, de alguma forma, nos representam e isso é fundamental para que alcancemos o objetivo de impedir a exploração do xisto em Papanduva”, explica a presidente da Associação de Proteção da Bacia do Rio São João e da Bacia do Rio Papanduva (PRORIOS), Maria Lucia Wawrzyniak.

“A união mostra nossa força e nesta noite vimos o quanto nossa comunidade está preocupada com este tema. Também ficou claro que todos são contra e querem manifestar esse posicionamento como forma de impedir que a exploração chegue até nós”, destacou. O evento contou com a presença de autoridades locais e regionais, além de pesquisadores que repassaram informações sobre o impacto da atividade no cotidiano das pessoas, da mutação do cenário ambiental, até os problemas de saúde que comprovadamente se acumulam nas regiões onde o xisto é explorado.

Este momento de união da comunidade, segundo ela, também reforça o movimento contrário à exploração, dando a ele maior representatividade. “A nossa organização nasceu pequena e, aos poucos, envolveu toda a comunidade e também as cidades vizinhas que sofrerão o mesmo impacto. A partir de agora, vamos reforçar as ações e continuar lutando para que fiquemos longe da exploração do xisto”, finaliza.

Ela também ressalta o importante apoio da COESUS, da 350.org e da Não Fracking Brasil, além da Paróquia local, que ofereceram todo suporte para realização do evento, somando esforços e trabalhando para que o evento fosse um sucesso. “Este foi um primeiro passo nesta importante parceria, que vai continuar em diversas ações que teremos, futuramente”, finaliza.

COMO POSSO AJUDAR?

Qualquer pessoa pode se tornar um voluntário desta causa, ajudando na conscientização e difundindo os objetivos da Associação. Também pode participar efetivamente do movimento assinando o abaixo-assinado que pede a proibição da exploração do xisto ou, ainda, divulgando o movimento através do uso de adesivos.

FOTOS

 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
Publicidade
Rua José Gonçalves, 333 - Lucena - Itaiópolis - Santa Catarina - 89340-000 - 89340-000 - Fone/Fax: 3652.2279 - E-mail: comercial@cidade1380.am.br
Rádio 107.9 FM, Todos os Direitos Reservados.